Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

"A vida é feita de escolhas e hoje eu escolhi sair", diz Teich - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

“A vida é feita de escolhas e hoje eu escolhi sair”, diz Teich

“A vida é feita de escolhas e hoje eu escolhi sair”, declarou Nelson Teich em um breve pronunciamento sobre a sua saída do Ministério da Saúde, na tarde desta sexta-feira. O ex-ministro não explicou os motivos que o levaram a pedir a exoneração do cargo, mas agradeceu a sua equipe com quem trabalhou durante este período.

“Não é uma coisa simples estar à frente do ministério em um período como este. A gente deu foco total a Covid-19. Deixo um plano pronto para auxiliar os secretários municipais, estaduais e governadores para tentar entender o que está acontecendo”, disse Teich, que permaneceu no comando da pasta por menos de um mês.

Entre as medidas de auxílio, ele destacou a construção de um programa de testagem em massa “pronto para ser implementado” no Brasil. “Isso é fundamental para definir estratégias e ações. Iniciamos as visitar em cidades mais atingidas e entender o que acontece no dia a dia, na ponta”, pontuou Teich.

O oncologista ainda agradeceu aos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate contra o coronavírus. “Você se impressiona com a dedicação, estão ali correndo risco. É uma coisa espetacular.”

Sobre o presidente Jair Bolsonaro, Teich agradeceu a oportunidade de assumir o Ministério da Saúde. “Era importante atuar pelo Ministério da Saúde e pelo SUS. Eu sou uma pessoa formada graças ao sistema de ensino público. O mais importante é que eu não aceitei o convite pelo cargo, mas aceitei porque achei que pudesse ajudar o Brasil, ajudar as pessoas”, concluiu.

Pazuello ou Terra 

De acordo com fontes, o secretário executivo da pasta, general Eduardo Pazuello, foi convidado para substituir Teich. Ele assumirá a Pasta interinamente. O ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra também é cotado, mas depende da resposta de Pazuello ao convite. Nesta sexta, o presidente Jair Bolsonaro se encontrou com a médica imunologista e oncologista Nise Yamaguchi no Palácio do Planalto.


Foto: Evaristo Sa / AFP / CP

 

 

Fonte: Foto: Evaristo Sa / AFP / CP, Correio do Povo

Deixe seu comentário: