Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Após destituir comando do PTB no RS, Roberto Jefferson nomeia Edir Oliveira para diretório - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Após destituir comando do PTB no RS, Roberto Jefferson nomeia Edir Oliveira para diretório

O racha interno no PTB ganhou mais um capítulo na tarde desta segunda-feira. O presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson, anunciou no Twitter que destituiu o atual comando do partido no Rio Grande do Sul e nomeou o ex-deputado federal e ex-prefeito de Gravataí, Edir Oliveira, como novo presidente do diretório gaúcho, substituindo o deputado estadual Luís Augusto Lara.

A decisão partiu após um desentendimento entre parlamentares gaúchos, que compõem as bancadas estadual e federal, com Roberto Jefferson devido a atuação do vice-governador e secretário estadual da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Junior, no combate à pandemia de coronavírus.

Ainda nessa manhã, Jefferson afirmou estar colocando Ranolfo “para fora do partido”, dizendo que as medidas de restrição para prevenir a Covid-19 no Rio Grande do Sul podem ser comparadas a atos ditatoriais, o que contraria o que prega a legenda.

Em nota, a bancada do PTB na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados saiu em solidariedade ao vice-governador. No documento, os parlamentares gaúchos defenderam que “qualquer punição imposta ao vice-governador” seja “estendida aos deputados estaduais e federais da legenda no Rio Grande do Sul, que subscrevem a presente manifestação”.

Após ter conhecimento do documento, o ex-deputado Roberto Jefferson informou ter dissolvido o diretório, e afirmou que espera que os deputados que assinaram a nota busquem outro rumo.

“Mandei trancar o CANDex (sistema de candidatura), mas não nomeio nenhuma provisória. Acabou. Espero que eles encontrem um caminho. Talvez o PSDB seja um abrigo natural pra todos que se colocam contra o programa e o estatuto do PTB. Não vou pedir pra nenhum ficar, pelo contrário, quero que todos vão com Deus. Vão com Deus. Vão e acompanhem o Ranolfo (vice-governador do RS)”, disse o presidente nacional da sigla.

No entanto, o estatuto do partido estabelece, contudo, que intervenção em diretório estadual deve ser precedida de parecer do Conselho de Ética e Disciplina Partidária, o que não aconteceu. Além disso, os líderes regionais podem apresentar defesa. A medida de Jefferson, nesse caso, aconteceu de forma unilateral.

Veja a seguir a nota das lideranças estaduais do PTB:

“O Diretório Estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB/RS), e as suas bancadas estadual e federal, manifestam o presente ato de repúdio contra as palavras do Sr. Roberto Jefferson, presidente nacional do partido, em emissora de rádio local, que ofendeu de forma grosseira o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, o governador Eduardo Leite, todas as forças de segurança e o povo gaúcho.

O trabalho do secretário Ranolfo na Segurança Pública é um demarcador histórico de sua competência, legado que o nosso partido tem orgulho de ter ajudado a construir. Uma conquista que conta com a dedicação abnegada dos homens e mulheres de nossas forças de segurança — a quem reafirmamos nossa admiração.

Discordamos frontalmente da abordagem do presidente nacional do partido, e na condição de partidários petebistas renovamos a confiança e o apoio ao nosso vice-governador Ranolfo, escolhido pelas urnas para esse posto. Estamos ao lado dele, solidários e unidos.

Não permitiremos que o PTB gaúcho, maior representação da legenda no país, submeta-se a aceitar eventuais sanções ao nosso vice-governador. Qualquer punição imposta ao vice-governador, que seja estendida aos deputados estaduais e federais da legenda no Rio Grande do Sul, que subscrevem a presente manifestação.

Porto Alegre – RS, em 15 de março de 2021.
Luís Augusto Lara
Presidente do PTB/RS e Deputado Estadual
Deputados Estaduais: Aloísio Classmann (Líder da Bancada do PTB/RS), Kelly Moraes, Dirceu Franciscon e Elizandro Sabino.
Deputados Federais: Maurício Dziedricki, Marcelo Moraes e Ronaldo Santini.”

Fonte: Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados / CP, Everton Calbar / Rádio Guaíba e Samantha Klein / Rádio Guaíba, Correio do Povo

Deixe seu comentário: