Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Apple suspende negócios com terceirizada de Taiwan por violar lei trabalhista - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Apple suspende negócios com terceirizada de Taiwan por violar lei trabalhista

A gigante de tecnológia Apple suspendeu, nesta segunda-feira, sua atividade comercial com a Pegatron, uma empresa terceirizada de Taiwan importante para a produção de seu iPhone. A medida foi tomada por violações dos direitos trabalhistas em seu programa de estudantes e pelas tentativas de acobertar as irregularidades, informou a agência de notícias Bloomberg.

“A Pegatron omitiu, indevidamente, os estudantes em seu programa e falsificou documentos para encobrir violações do nosso Código de Conduta”, inclusive mediante a emissão de permissões de trabalho noturnas, ou de horas extras falsas, disse a Bloomberg, citando um comunicado da Apple.

Consultada pela AFP, a empresa Pegatron admitiu em um e-mail que alguns trabalhadores estudantes nas fábricas das cidades de Xangai e Kunshan, no sudeste da China, haviam sido obrigados a trabalhar em condições que não atendiam aos parâmetros estabelecidos pela Apple.

O trabalho dos estudantes é autorizado, mas desde que sob estrita supervisão, afirmou a Apple. A empresa disse não ter descoberto evidências de trabalho forçado durante a investigação feita há duas semanas.

A Pegatron admitiu para a AFP que “alguns estudantes foram reconhecidos como trabalhadores noturnos, fazendo horas extras e ocupando postos não relacionados com sua especialidade, ou de acordo com as normas e as regulações locais”. A empresa taiwanesa é um parceiro importante na produção do iPhone e ajuda a fornecer peças para o último modelo da Apple, o iPhone 12.

Fonte: Correio do Povo

Deixe seu comentário: