Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bolsonaro diz que pretende anunciar, nos próximos dias, o general Braga Netto como seu vice nas eleições deste ano - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Bolsonaro diz que pretende anunciar, nos próximos dias, o general Braga Netto como seu vice nas eleições deste ano

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na noite de domingo (26), que pretende anunciar, nos próximos dias, o nome do general da reserva Walter Braga Netto como vice na sua chapa nas eleições deste ano.

Também filiado ao PL, Braga Netto foi ministro da Casa Civil e da Defesa na gestão de Bolsonaro. Ele deixou o governo no fim de março devido à exigência de não ocupar funções públicas para disputar um cargo eletivo em outubro, como previsto pela legislação eleitoral.

Nos últimos dias, o nome da ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina (PP) também vinha sendo cogitado como vice de Bolsonaro, que tentará a reeleição. O presidente, porém, descartou a informação e confirmou o general para o cargo durante a entrevista no domingo.

“Temos outros excelentes nomes, como o da Tereza Cristina. O general Heleno [Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência] quase foi meu vice lá atrás. Vice é só um. Gostaria que pudesse indicar dez, daí não teria problemas”, afirmou.

Bolsonaro ressaltou o currículo do general, dizendo que ele tem uma “vida de 45 anos de serviços na caserna”. “Foi interventor por um ano aproximadamente no Rio de Janeiro, veio para o nosso governo, pegou a difícil missão da Casa Civil durante a pandemia, foi para o Ministério da Defesa e se desincompatibilizou para poder ficar livre aí para disputar um cargo eletivo. Então, é uma pessoa que eu admiro muito”, disse o presidente.

Na entrevista, Bolsonaro também falou sobre como é estar na Presidência da República: “Essa cadeira é algo terrível quando se quer fazer a coisa certa. É pressão de tudo quanto é lado”.

Fonte: Foto: Reprodução/Twitter, Redação O Sul

Deixe seu comentário: