Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Com dois gols de Marta, Seleção feminina do Brasil estreia nas Olimpíadas com goleada de 5 a 0 sobre a China - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Com dois gols de Marta, Seleção feminina do Brasil estreia nas Olimpíadas com goleada de 5 a 0 sobre a China

A Seleção Brasileira feminina de futebol feminino goleou a China por 5 a 0, no Estádio de Miyagi, no início da manhã desta quarta-feira (21), na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Os gols brasileiros foram marcados por Marta (dois), Debinha, Andressa Alves, de pênalti, e Bia Zaneratto.

Com os dois gols, a camisa 10 chega a 12 tentos em cinco edições de Olimpíada, passa canadense Christine Sinclair, e se isola como a segunda maior artilheira da história do torneio, a dois gols da também brasileira Cristiane, que tem 14. Marta também passou a ser a primeira jogadora a marcar em cinco edições de Olimpíada.

Marta abriu o marcador aos 8 minutos. Bia Zaneratto recuperou a bola no ataque, e cruzou. Debinha cabeceou no travessão e no rebote, Bia entregou para a camisa 10, que chutou, de primeira: 1 a 0.

O time de Pia Sundhage era soberano em campo e aos 21 minutos ampliou o placar. Bia Zaneratto recebeu pela direita, entrou na área e chutou forte. A goleira Peng Shimeng deu rebote, e Debinha, sozinha na pequena área, não teve trabalho: 2 a 0. Com esse gol, a jogadora é a artilheira da era Pia Sundhage, com 13 tentos.

O Brasil ainda teve outras oportunidades com Andressinha, que tentou por cobertura. E também com Érika, que tentou de primeira, mas a bola saiu. A única chance chinesa aconteceu aos 39 minutos. Miao Siwen chutou forte da entrada da área, mas Bárbara defendeu no canto direito e espalmou para escanteio.

Na etapa complementar, as orientais assustaram aos 6 minutos. Wang Shanshan foi lançada, chutou e acertou a trave. No rebote, Miao Siwen chutou por cima. O Brasil respondeu com a mesma moeda, aos 13. Debinha recebeu na entrada da área, girou e chuta com perigo. A goleira Peng Shimeng espalmou, e a bola acertou a trave.

A comandante brasileira Pia Sundhage fez a primeira alteração, tirou Duda e entrou Andressa Alves. Depois entrou Júlia Bianchi e saiu Formiga. E o Brasil ampliou o marcador aos 28 minutos. Marta cruzou da direita para Bia Zaneratto, que tentou. O corte foi mal feito pelas rivais e a bola sobrou para a camisa 10, que chutou no canto esquerdo da goleira.

No final, Ludmila ainda entrou no lugar de Marta. O Brasil ampliou aos 36 minutos. Andressa Alves foi derrubada na área por Wang Xiaoxue. Pênalti, que ela mesma converteu: 4 a 0.

O time canarinho ainda fechou o marcador aos 43 minutos. Debinha recuperou, e cruzou na medida para Bia Zaneratto, que desviou de pé esquerdo: 5 a 0. A Seleção Brasileira feminina de futebol volta a campo neste sábado diante da Holanda, no mesmo estádio de Miyagi, às 8h (de Brasília). O Brasil está no grupo F, junto com China, Zâmbia e Holanda.

Fonte: Jornal O Sul

Deixe seu comentário: