Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Lewis Hamilton segura Verstappen e ganha o Grande Prêmio do Bahrein em abertura épica de temporada na Fórmula 1 - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Lewis Hamilton segura Verstappen e ganha o Grande Prêmio do Bahrein em abertura épica de temporada na Fórmula 1

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio do Bahrein com a Mercedes neste domingo (28), após um duelo épico com Max Verstappen da Red Bull nas voltas finais.

Verstappen, que passou o britânico a quatro voltas do fim e teve de devolver a liderança por ultrapassar os limites da pista, terminou apenas 0s745 atrás do primeiro colocado após largar na pole position.

O companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas, ficou muito atrás da dupla, em terceiro lugar, mas ganhou um ponto bônus pela volta mais rápida.

“Uau, que corrida difícil foi essa”, disse Hamilton, que largou em segundo no grid e conquistou mais um dos recordes de todos os tempos que pertencia a Michael Schumacher, chegando à sua 5.112ª volta como líder de prova na F1. “Max estava em cima de mim no final, mas eu consegui segurá-lo. Foi uma das corridas mais difíceis que já tive por um tempo.”

“Paramos para aquele último pit stop e estávamos tentando encontrar o equilíbrio certo entre não forçar muito e ter pneus que estivessem vivos no final da corrida. Que corrida difícil foi essa”, reforçou Hamilton.

Ele ainda afirmou que adora ser desafiado. “Eu amo esse esporte. Que maneira de começar a temporada. É um lembrete de que, por meio do aproveitamento e canalização de nosso poder coletivo, podemos realizar grandes coisas. É ótimo estar de volta”, postou o piloto da Mercedes em suas redes sociais.

A vitória foi a de número 96 na carreira de Hamilton, e também estendeu outro recorde, o de sempre vencer nas estreias de temporada desde sua entrada na F1 com a McLaren em 2007.

Lando Norris terminou em quarto pela McLaren, enquanto o novo companheiro de equipe de Verstappen, o mexicano Sergio Perez, saiu da largada nos boxes para o quinto lugar na prova.

Charles Leclerc, da Ferrari, foi o sexto e o australiano Daniel Ricciardo o sétimo em sua estreia na McLaren, com o espanhol Carlos Sainz, o homem que ele substituiu, oitavo em sua primeira corrida pela Ferrari.

O estreante japonês Yuki Tsunoda pontuou em sua estreia na F1 com o nono lugar pela AlphaTauri. Por fim, Lance Stroll foi o último pontuador da prova, com sua Aston Martin, na primeira corrida da marca como construtora desde 1960.

Verstappen preferia a punição

Furioso após à bandeirada, Verstappen questionou a equipe pelo rádio sobre a necessidade de devolver a posição, já que o piloto acreditava que seria capaz ter aberto cinco segundos de vantagem (tempo da provável punição) sobre Lewis após a ultrapassagem, a três voltas do fim da prova.

“Por que você não me deixou seguir adiante? Eu poderia facilmente ter colocado cinco segundos de vantagem. E eu preferia ter perdido assim, do que terminar em segundo do jeito que foi”, disparou pelo rádio.

Contudo, o chefe da RBR, Christian Horner, afirmou em entrevista após a corrida que devolver a posição era o correto a se fazer, principalmente pelo fato de ter recebido uma mensagem da direção de prova ordenando que Max deixasse Hamilton passar. Além disso, segundo Horner, não havia também a garantia de que Max conseguiria impor vantagem de cinco segundos.

Fonte: Foto: Twitter/Reprodução, Redação O Sul

Deixe seu comentário: