Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

“Na semana que vem, teremos mais”, diz Bolsonaro após indicar nome para substituir atual presidente da Petrobras - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

“Na semana que vem, teremos mais”, diz Bolsonaro após indicar nome para substituir atual presidente da Petrobras

Um dia após indicar um general da reserva para substituir o atual presidente da Petrobras, Jair Bolsonaro disse, neste sábado (20), que precisa “trocar as peças que por ventura não estejam funcionando”. E que, “na semana que vem, teremos mais”.

A troca no comando da Petrobras, que depende do aval do conselho de administração da estatal, foi anunciada na sexta-feira (19) pelo presidente, que tem reclamado dos reajustes no preço dos combustíveis.

O presidente não disse quais são as trocas que prometeu fazer na semana que vem. “Eu tenho que governar, trocar as peças que por ventura não estejam dando certo. E se a imprensa está preocupada com a troca de sexta-feira [19], na semana que vem, teremos mais. O que não falta para mim é coragem para decidir pensando no bem maior da nossa nação”, disse o presidente em Campinas (SP).

Bolsonaro indicou o general Silva e Luna para presidir a empresa. Se confirmada a troca, ele será primeiro militar a comandar a empresa desde 1989. Bolsonaro participa da entrada solene dos novos alunos pelo portão da EsPCEx (Escola Preparatória de Cadetes), em Campinas . Ele desembarcou em Viracopos às de 8h20 e, às 9h09, chegou na escola. O evento começou por volta de 9h40.

Evento em Campinas

A comitiva presidencial foi escoltada por tanques de guerra e outros veículos militares para chegada à EsPCEx. Vários apoiadores do presidente se reuniram em frente ao local e houve aglomeração.

Além de Bolsonaro, os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos também estão presentes na cerimônia em Campinas. O presidente também é acompanhado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho dele, e pela deputada estadual Valéria Bolsonaro.

Na ocasião, 419 alunos, sendo 382 homens e 37 mulheres, realizaram a primeira formatura com o uniforme camuflado. De acordo com a EsPCEx, cada aluno receberá dos padrinhos uma boina na cor azul ferrete, utilizada nas escolas de formação do Exército. O novos alunos chegam a Campinas de 26 estados diferentes.

A comitiva presidencial acessou o 28º Batalhão de Infantaria Leve, às margens da Rodovia Anhanguera, de onde seguiu para a ExPCEx. Desde 8h, apoiadores do presidente já estavam em frente ao local para aguardar a chegada dele.

Por conta da pandemia, o evento foi restrito a familiares e autoridades civis e militares. Após o hino nacional e início da cerimônia, o presidente entregou a boina azul para uma nova aluna e tirou fotos com outros estudantes.

Fonte: Foto: TV Brasil/Divulgação, Redação O Sul

Deixe seu comentário: