Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Proposta de pagamento do 14º salário a aposentados e pensionistas do INSS sofre alteração e deve ficar para o ano que vem - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Proposta de pagamento do 14º salário a aposentados e pensionistas do INSS sofre alteração e deve ficar para o ano que vem

O Projeto de Lei 4367/20, que institui o pagamento excepcional de um 14º salário para os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), pode não ser aprovado neste ano.

Isso porque, após receber o parecer favorável na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados, onde a expectativa era de que a proposta fosse votada nos próximos dias, uma alteração mudou tudo.

O trâmite do projeto foi alterado para que a medida seja discutida em uma comissão especial. Dessa forma, a aprovação ficou mais difícil de acontecer ainda neste ano.

O relator da proposta na CCJC, o deputado Ricardo Silva (PSD-SP), informou que “infelizmente, em seu último trâmite, um ato nada usual do presidente da Câmara, Arthur Lira, retirou de pauta e submeteu à análise de comissão especial. Esse gesto, por si, mata qualquer possibilidade de análise neste ano”.

A proposta que institui o 14º salário emergencial aos segurados do INSS foi apresentada em 2020, como alternativa aos impactos financeiros causados pela crise econômica em decorrência da pandemia de Covid-19.

Avanço

O projeto, aprovado em novembro de 2021 pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, finalmente teve um avanço neste mês ao receber o parecer favorável do relator da CCJC, que afirmou que o texto é constitucional.

Com a aprovação da CCJC, a proposta seria finalmente aprovada na Câmara dos Deputados e deveria seguir para votação simples no plenário do Senado. Depois disso, dependeria apenas da sanção do presidente da República.

Fonte: Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil, Redação O Sul

Deixe seu comentário: