Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Propriedades de Camaquã e Arambaré são alvo de furtos qualificados - Rádio São José do Patrocínio

Fale conosco via Whatsapp: +55 51 996015863

No comando: Quarta-feira será de sol e calor na maior parte do RS

Das às

No comando: Madrugada São José

Das 00:00 às 06:00

No comando: Bombeando a cara do dia

Das 06:00 às 07:50

No comando: Festival da Trinca

Das 07:00 às 12:30

No comando: Correspondente Rede Guaíba Sat

Das 07:50 às 08:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:00 às 12:00

No comando: Balcão de Negócios

Das 12:00 às 12:30

No comando: Momento Nativo

Das 12:30 às 13:00

No comando: ARCO DA VELHA

Das 13:00 às 14:00

No comando: Clube do Ouvinte

Das 14:00 às 17:00

No comando: Minha terra é assim

Das 17:00 às 19:00

Propriedades de Camaquã e Arambaré são alvo de furtos qualificados

No último plantão da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), dois casos de furto qualificado foram registrados. Os casos ocorreram em Camaquã e no interior de Arambaré, na localidade de Santa Rita. “As Informações são do Portal Clic Camaquã”

O primeiro caso ocorreu no mês de fevereiro e foi registrado nesta terça-feira, 16 de março. O denunciante, moradora da Santa Rita, comunicou que teve o galpão de sua propriedade invadido.

Do local, foram furtados um compressor de ar, de compressor de graxa, uma moto esmeril de bancada, caixa de ferramentas e uma bateria. A vítima não apresentou suspeitos da autoria do crime.

Já o segundo caso ocorreu na última semana. Um morador de Camaquã comunicou o furto de uma antena parabólica de uma residência.

Código Penal descreve como furto qualificado as situações onde a pena é mais grave em razão das condições do crime, como destruição de fechadura, abuso de confiança, concurso entre pessoas, entre outras.

Em relação ao crime, é importante destacar que a receptação destes produtos de furto é crime. O ato consiste em adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte. A pena é de reclusa de 1 a 4 anos e multa.

Deixe seu comentário: